Leia  também:

[Resenha] O Inominável


Em outros momentos aqui no blog, já tive a oportunidade de narrar a minha dificuldade para me envolver com histórias que trabalha com o sobrenatural. Sempre cito obras do gênero que, ao longo dos anos, realmente capturaram a minha atenção, como é caso do filme Arraste-me para o inferno. Confesso que o número é bem reduzido, mas o sobrenatural já me trouxe ótimas experiências. Apesar disso, havia um tempo que não experimentava boas sensações com obras do gênero. Na verdade, estava bem decepcionado, sobretudo depois de ler O Demonologista, de Andrew Pyper. Entretanto, recentemente fiz as pazes com o gênero, pois tive a oportunidade de conhecer uma obra que, não apenas me envolveu, mas ganhou a minha admiração, O Inominável.


O Inominável é o primeiro livro escrito por Gustavo Lopes. Para aqueles que não conhecem, Lopes é um autor brasileiro, natural de Suzano (SP) e iniciou a carreira como escritor recentemente. Apaixonado pela escrita, Gustavo decidiu que estava na hora de dividir com nós leitores as histórias que sempre rondaram o seu imaginário. Antes de saber onde você pode conseguir a obra, vamos conhecer um pouco mais de O Inominável.


O Inominável nada mais é do que o relato de uma jovem chamada Thalita Brando Romão, que vem por meio do livro compartilhar conosco uma experiência no mínimo estranha vivenciada por ela e mais três amigos de escola: Davi, Andreia e Augusto. De acordo com os relatos da adolescente, a trama que ela pretende compartilhar conosco, começa a se formar quando Augustos encontrar, entre os acervos da biblioteca, um livro estranho e misterioso.


Ao descobrir que o livro não pertencia à biblioteca da escola, Augusto resolve levar o exemplar para casa. Dias depois, o garoto acaba descobrindo uma mensagem inesperada em uma das páginas do livro. O texto antes inexistente apresentava instruções que serviriam para a realização de um ritual de pacto como uma força sobrenatural, no caso o Inominável.


Admirado, Augusto resolve dividir com os amigos a descoberta e aproveita para convidá-los a realizar o ritual proposto. Apesar de desconfiados, sobretudo por achar que tudo não passava de uma brincadeira do amigo viciado em jogos de RPG, Thalita, Davi e Andreia resolvem entrar na aventura com Augusto. Ao tomarem a decisão, os quatro amigos não imaginavam que estavam embarcando em uma aventura sem volta, rodeada de perigos e com consequências extremamente danosas. No livro, conhecemos, por meio dos relatos de Thalita, os resultados do pacto firmados pelos jovens.


Como o livro é o relato de uma das personagens, ele é narrado em primeira pessoa. A escrita do Gustavo é impecável, interessante e, mais do que isso, empolgante. O escritor tem uma forma única de contar a história, criando teorias bem bacanas que gera uma proximidade e, muitas vezes, identificação com o leitor. Eu me identifiquei com muitas coisas, o que me fez lembrar do meu passado, quando ainda estava no ensino médio. Outra coisa bem bacana da obra é a interação que a Thalita trava com o leitor. Eu encontrava muito disso nos livro de Machado de Assis e adorava, e gostei muito de encontrar essa característica em O Inominável.


Na bastasse uma linguagem criativa e atrativa, O Inominável tem outra características interessantes, como a apresentação de diferentes referências, de livros, de bandas e de músicas. Tive a alegria de encontrar referência que me agradaram muito, como a citação do Pink Floyd, banda que eu tenho uma admiração. E não poderia deixar de apontar a citação do livro Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban, meu livro favorito da série. Na obra, as referências musicais se sobressaem. O ponto alto desse recurso aparece nos últimos capítulos onde o autor sugere que o leitor ouça uma música para ajudar a entender uma explicação da personagem. Achei uma técnica bem original, interessante e incrível. Simplesmente adorei a interação.


Bem, no fim, dizer que gostei do livro não seria o suficiente. Eu verdadeiramente amei. Fui fisgado de uma maneira inimaginável pela obra do começo ao fim. O Inominável não é muito grande o que torna a leitura rápida e triste ao mesmo tempo, pois ele é aquele tipo de livro que nós, leitores, gostaríamos de passar um pouco mais de tempo juntos, isso porque não bastasse a temática interessante e compenetrante, a obra aborda discussões bem importantes, como é o caso do bullying.


No meu ponto de vista, Gustavo tem talento e ainda vai trazer muitas histórias bacanas, reforçando mais uma vez que temos ótimos escritores brasileiros. Esse é apenas o primeiro livro do autor. Depois de ler O Inominável, digo sem dúvida que ele começou muito bem na carreira. Já estou ansioso para ler as próximas histórias produzidas pelo autor.


Para aqueles que ficaram interessados, é muito fácil ter acesso ao livro O Inominável, o que é melhor, de graça. A obra está disponível na plataforma Wattpad (endereço abaixo). Se gosta do gênero, não deixe de conferir. Depois de uma ótima experiência, indico a todos que se interessaram pela história. Garanto que é uma leitura que vale a pena.



Se ficou interessado, corre e comece a leitura agora mesmo por meio de um dos links:

O Inominável no Luvbook: https://www.luvbook.com.br/l/947/

O Inominável no Wattpad: https://www.wattpad.com/story/113333847-o-inomin%C3%A1vel


Informações adicionais

Autor: Gustavo Lopes

Plataforma: Wattpad

Ano: 2017

Assunto: Mistério e suspense

Tipo: Online

Outro obra citada na resenha:

O Demonologista, Andrew Pyper, para mais informação, clique aqui;


Sou jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Atualmento, faço mestrado de Comunicação na Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Unesp).

Sobre mim

Publicações recentes

Marcadores

Nenhum tag.

Trecho de livro

Tudo muda, penso. Esta é a única constante. Todos crescemos (trecho de O último adeus)